Construção da nossa Paróquia


Foi em 02 de fevereiro de 1959 que a paróquia iniciou sua caminhada. É mais antiga que a própria cidade de Brasília. É mais antiga que a Paróquia da Catedral. Tudo isto ainda era Arquidiocese de Goiânia. Naquela época, Brasília era um imenso canteiro de obras. Entre poeira e suor, um audacioso sonho nacional ia se concretizando, literalmente, em cimento e ferro, com formas artísticas inusitadas e vanguardistas. A cidade mais nova, moderna e futurista do mundo estava se gestando.

Também a Paróquia nascia e, de momento, parecia mais projeto e sonho, do que realidade. Não havia templo, nem terreno localizado, muito menos moradores. Quando chegou o Pe. Eduardo, missionário do Sagrado Coração, a cujos cuidados foi entregue a Paróquia, tudo estava por fazer. E começou a construir: primeiro a igreja viva, visitando e evangelizando os acampamentos de trabalhadores que erguiam Brasília; simultaneamente, também a igreja-templo, provisoriamente em madeira, inaugurada em 06 de agosto de 1960.

Passaram-se os anos e, com a vinda do Pe. Jacques, a Paróquia teve um impulso de crescimento pastoral e físico impressionante. Numerosas iniciativas no campo pastoral e social foram nascendo e crescendo, assim como nasceu o novo e ambicioso templo, já com seu empreendimento definitivo.

Quando em 11 de fevereiro de 1989 chegam os Padres Mercedários, responsabilizados pela Arquidiocese de Brasília no cuidado e atendimento da Paróquia, estes deram uma magnífica continuidade aos trabalhos pastorais e uma finalização artística e definitiva às obras do novo templo do Sagrado Coração de Jesus. Neste mesmo ano, o templo passa a ser também de Nossa Senhora das Mercês. Maravilhoso titular, para uma maravilhosa igreja; e um desafio para a comunidade: deixar acontecer maravilhas na sua vida cristã. Frei José Fernandez seria o grande motor daquelas definitivas transformações, ajudados pelos Padres Frei Fernando, Frei José Maria e Dom José.